Um pobre coração

Tem um coração machucado, procurando apenas remédio para se curar.
Cansou de procurar amor, porque pessoas só sabem machucar..

Olhem para esse simples coração, ele está totalmente destruído. Buscando forças, mesmo sabendo que não vai encontrar.

Tão abalado, judiado… que os batimentos já não têm mais forças para pular.
Esse é o estado de um coração maltratado, por que alguém não soube cuidar.

O autor fui eu

A vida tem me mostrado, que esse tempo todo fui engano, permitir cegar-me pelo pecado.
Pensei que estava apaixonado, mas era tudo ilusão.

De certo, fui culpado, confundi simpatia e educação com interesse; tirei as minhas próprias conclusões e levei-las ao coração.

Sofri por amor, por um amor que nunca foi real, foi tudo teatral, e o autor desta peça fui eu.

A morte esteve comigo

Já sentia que não havia saída, que tudo tinha acabado. Não era pensamento negativo, mas sim, a dura realidade.
A vida se despediu de mim, mas talvez eu que tenha me despedido dela, não sei ao certo; mas sem aquela vontade, aquela doce vontade de viver, eu sabia que não poderia ser mais nada sem ela…
Foi cruel, mas logo arrumei uma “companheira”, que sempre esteve comigo, na dor, apenas na dor. Em todos os meus pensamentos ruins, lá ela estava, me olhando e dando risada, de sua boca saia cada palavra que me derruba, cada vez mais e mais. Que presença cruel.
Sim, minha companheira era a morte.

Assim somos nós

Quando estamos tristes, as únicas coisas que queremos é sumir, morrer, simplesmente não existir. Quando alguém nos deixa triste, nós queríamos ter o poder de deletar a tal pessoa da nossa vida, se sente muito para baixo, a auto-estima some, nos sentimos inúteis, imprestáveis, assim por diante..
Sabe por quê tudo isso? Porque no fundo somos carentes. Carentes de amor, carentes por atenção, somos fracos em relação a amor próprio. Não somos capazes de sermos felizes sem o outro, (aquele “outro” que você despreza ou vice-versa). Mas, no final iremos aprender que apenas nós mesmos somos capazes de trazer a felicidade para si. Espero que não seja tarde demais..
Somos muito estranhos, queremos que nos amem, sem amar. Queremos reciprocidade do outro; mas, nós não somos recíproco. Você percebeu? Queremos tudo o que não damos. Queremos coisas que não somos dignos de possuir.
Porque assim é o ser humano, todo errado, e até mesmo quando tenta acertar, acaba errando de novo;
Sempre tentando por a culpa em alguém, ou, em algo..
Por que não queremos assumir a responsabilidade de nossos atos imperfeitos.

Para de QUERER e comece a SER

Olhar para a pessoa e enxergar apenas o que os olhos vêem, já não faz sentido. Pessoas que por fora é lindo, mas por dentro é feio, ou, vice-versa. Pessoas que por fora são felizes, e por dentro se encontram destruídas.

Por isso buscamos por pessoas que possam ver mais que o exterior; pessoas que não tenham medo de buscar mais a fundo. Porque no fundo é isso que todos nós queremos. Alguém que além de enxergar nossos defeitos, enxergue nossas qualidades e, por diante.

Procuramos por pessoas que possam saber o que a gente têm, sem precisar falar nada, sem ter que explicar tal situação.

Buscamos pessoas com “mentes evoluídas/abertas” quando nem nós mesmo, não possuímos essa tal mente… Estamos procurando/querendo pessoas que não nos convém tê-las. Porque é mais fácil querer, do que ser.

Elizângela Belo

O teu adeus doeu

IMG_20190722_214959

Ver-te ir foi uma tortura.
Te tive tão perto, e agora estás tão longe.
É difícil aceitar que já não estás aqui, que aquele sorriso lindo perdi, o abraço quente que me trazia conforto, deixei ir…

Entre tantas loucuras, e indiferença você foi a que mais se encaixou, só não sabia que era passageiro o teu amor…
Me dói tanto, me dói tanto querer tocar-te e não poder, meu amor;
Você não sabe o tanto que esse adeus doeu.

Alma solitária

Carrego comigo um sorriso falso, um brilho nos olhos chamado lágrimas, uma dor que fez morada em meu coração.

Ando com pernas bambas, movidas a esperança; minhas forças? Nem sei por onde vão…
Sinto-me um fracassado, tão solitário, indo para onde o vento me levar.

Levo comigo todos os meus pensamentos, choros internos e até mesmo os lamentos, poderia ser bem melhor.